Rhiannon

Rhiannon

maio 26, 2019 0 Por Pagan

Na mitologia celta do País de Gales, a Deusa Rhiannon é a grande rainha associada com a soberania, com os cavalos e os encantamentos, assim como a fertilidade e as aves. Seu nome significa “grande rainha” e acredita-se que esteja associado com a antiga Deusa Rigatona.

Rhiannon
Deusa Rhiannon

Um dos mitos mais conhecidos de Rhiannon é de quando ela usou magia para ficar livre de Gwawl ap Clud, o pretendente com quem ela não queria se casar.

Deusa Rhiannon. Crédito – http://www.thaliatook.com/AMGG/rhiannon2.php

Tudo começa quando Pwyll (um mortal príncipe da região de Dyfed) terminou seu trabalho em parceria com o Deus Arawn e, assim, retornou do submundo com o título de Regente do Outro Mundo.

Rhiannon aparece como a maravilha prometida (uma linda mulher vestida de brocado de seda dourada, montando um cavalo branco brilhante) no monte ancestral Gorsedd Arberth, local que fica perto de uma das principais cortes da região de Dyfed.

Deusa Rhiannon. Crédito – “Rhiannon riding in Arberth. From The Mabinogion, translated by Lady Charlotte Guest, 1877″
Deusa Rhiannon. Crédito – https://www.deviantart.com/selinafenech/art/Rhiannon-s-Ride-265514085

Pwyll, o princípe de Dyfed, envia 2 vezes seus melhores homens e cavalos atrás de Rhiannon, que jamais é alcançada em seu cavalo sem, contudo, fazer esforço.

Rhiannon
Deusa Rhiannon
Deusa Rhiannon. Crédito – https://www.deviantart.com/tammara/art/Rhiannon-91833368

Na 3ª vez, o próprio Pwyll vai atrás de Rhiannon e também não a alcança. Ele finalmente pede a ela para parar, sendo atendido e repreendido por não ter tomado essa atitude antes.

Deusa Rhiannon

A Deusa explica que quer se casar com Pwyll ao invés de Gwawl ap Clud.

Pwyll aceita mas durante o banquete de casamento um homem aparece e faz um pedido para o príncipe, que concorda sem perguntar do que se trata… o homem é o rejeitado Gwawl ap Clud e ele quer Rhiannon.

Pela segunda vez, Rhiannon repreende Pwyll pela atitude. Mas a Deusa já planeja os meios para resolver a situação: um segundo banquete de casamento é realizado, desta vez para Gwawl.

Rhiannon instrui Pwyll a entrar no banquete disfarçado como um mendigo e, humildemente, pedir que Gwawl encha uma pequena sacola com comida.

Mas a Deusa usou magia: a pequena sacola, por menor e inofensiva que pareça, jamais ficaria cheia por meios normais. E assim Gwawl põe comida mas a pequena sacola jamais fica cheia…

“Pryderi and Rhiannon’s imprisonment, by Albert Herter. From Thomas Wentworth Higginson’s Tales of the Enchanted Islands of the Atlantic

Então o indesejado Gwawl é persuadido por Rhiannon a entrar na sacola para controlar a magia e, assim, poder declará-la cheia, pondo fim à situação. Mas no instante em que ele o faz, Pwyll prende Gwawl dentro na bolsa e chama seus homens, que esperavam escondidos no lado de fora do salão .

Eles batem bastante em Gwawl que, para salvar sua vida, desiste do casamento.

A Deusa Rhiannon viaja para Dyfed como sua rainha e inicia um período de abundância para a região.

Rhiannon
Deusa Rhiannon. Crédito – http://www.thaliatook.com/AMGG/rhiannon.php

Celtas

O termo “Celtas” não era usado por esse povo (surgido, aproximadamente, por volta do ano 1.200 a.c.) para designar a si mesmo. Pelo contrário, autores gregos e romanos usaram esse termo para designar os habitantes que possuíram domínio da Europa Continental durante a Idade do Ferro (de 1.200 a 1.000 a.c.).

Os Celtas e os Druidas compartilhavam de respeito e veneração para com a natureza. Em geral, existe a ideia comum de que os Celtas possuíam uma inclinação mística congênita. Nos tempos atuais, quem se sente atraído pela cultura celta logo percebe que vê as coisas de maneiras que outras pessoas não podem.

www.facebook.com/caminhopagao

www.instagram.com/caminhopagao

pinterest.com/mitologiaemundonatural

https://aminoapps.com/c/DeusasDeuses/home/