O Hávamál (As Palavras do Altíssimo) – Estrofe 69

O Hávamál (As Palavras do Altíssimo) – Estrofe 69

outubro 17, 2021 0 Por Pagan

Que as palavras do Pai de Todos, velho, sábio, possam trazer inspiração.

O Hávamál (Palavras do Altíssimo) é o segundo poema da Edda Poética, seus versos são atribuídos a Odin.

Esta estrofe especificamente pode ser interpretada como um conselho: ser feliz pelo que se tem, principalmente se houver desafios para vencer. Significado parecido também está presente na estrofe 15:

“Silencioso e pensativo
deve ser o filho de um líder
e ameaçador em batalha;
feliz e generoso
deve ser todo homem
até o momento de sua morte.”

O Hávamál (As Palavras do Altíssimo) – Estrofe 15

Odin deseja que sejamos bravas e bravos, felizes, generosas e generosos.

O Hávamál origina-se na antiga tradição oral que foi transcrita no início do século 10 da Era Comum (EC). O Hávamál traz conselhos sábios, narra a magia das runas e o sacrifício de Odin na árvore Yggdrasill.

Toda semana há um dia dedicado a Odin: Wednesday vem de “Woden’s Day” (Woden é o nome de Odin em Saxão Antigo).

nota pessoal: os textos antigos podem ser vistos mais como guias do que como um “livro de regras”. Pode-se refletir sobre o sentido das palavras e ouvir o que deve ser dito.